Cristiano Ronaldo recomenda beber água e não Coca-Cola, e marca perde US$ 2,6 bi
Jogador de Portugal tirou de cima da mesa duas garrafas da bebida gaseificada minutos antes do início da coletiva da Eurocopa; valor de mercado caiu

O superastro do futebol Cristiano Ronaldo causou sensação no Twitter com um vídeo em que aparece escondendo duas garrafas de Coca-Cola, que estavam em cima da mesa à sua frente, antes do início da coletiva sobre o jogo Portugal e Hungria da Eurocopa, na segunda-feira (14).

A questão é que a marca de bebida é patrocinadora do campeonato. Não é de se estranhar que as ações da Coca-Cola fecharam em baixa, na segunda-feira. Com recuo, o valor de mercado da marca despencou US$ 2,63 bilhões. Nesta terça-feira, os papéis voltaram a cair, apesar da divulgação de um relatório do banco Credit Suisse indicando que o preço-alvo dos papéis passou de US$ 60 para US$ 62. O recuo de 0,25% das ações representa uma perda de outros US$ 210 milhões de valor de mercado. 

O jogador apelidado de CR7 não apenas tentou manter a Coca-Cola longe do alcance das câmeras como também passou uma mensagem para a mídia e seus fãs. “Bebam água, não Coca [Coca-Cola]”, disse Ronaldo, enquanto segurava uma garrafa de água mineral, de acordo com o site Doentes por Futebol.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.