Ação simbólica no obelisco visa conscientizar sobre feminicídio

“Combater o feminicídio tem a ver com todos nós”, “Nossas vidas importam”, “Juntos podemos combater o feminicídio”, “O mundo que a gente quer não tem violência contra mulher”.

Esses são os dizeres de algumas placas que foram fixadas na rotatória do Obelisco no cruzamento das avenidas Eurico Soares Andrade e Antonio Joaquim de Moura Andrade com o intuito de conscientizar a população sobre o tema do feminicídio.

“A escolha da rotatória foi estratégica, pois é um lugar de grande circulação e que dá uma grande visibilidade às placas. Estamos trabalhando em duas frentes: amparo às mulheres vítimas de violência e a conscientização da sociedade para o problema”, afirmou a secretária.

A ação simbólica contou com a presença da secretária Julliana Ortega, vereadora Gabriela Delgado e o vereador Josenildo Ceará, delegada titular da DAM, Daniela Nunes de Oliveira, equipe técnica e de apoio da Secretaria Municipal de Políticas Públicas para a Mulher.

Por último, foi promovido um ato de encerramento no Paço Municipal com a participação do prefeito Gilberto Garcia, secretários municipais e funcionários públicos, onde todos fizeram questão de serem fotografados com as placas em mãos, mostrando que não compactuam com a violência contra a mulher.

Dados estatísticos sobre feminicídio no estado de MS

De 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2020, o Estado de MS registrou 39 casos de feminicídio.

O número representa a maior alta desde 2016, primeiro ano completo em que o crime de homicídio contra mulheres em situação de violência doméstica passou a ser contabilizado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) de forma separada dos outros assassinatos.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.